Abrir menu principal

Malucopédia β

Velociraptor gay

Quote1.png Eu vou deixar um oco nesse seu rabo! Cquote2.png
Pirocudossauro sobre Velociraptor gay
Você não vai encontrar isso nos livros de sua escola e nem nos artigos de uma tal enciclopédiazinha nada confiável que todo mundo usa para referência, mas historiadores creem firmemente que existia homossexualidade entre os dinossauros da época. Mas enquanto que na maioria dos gêneros de dinossauros isso era uma anomalia improvável, descobriu-se que no caso do dinossauro gênero velociraptor, a homossexualidade era gene recessivo da espécie.

Com vocês, apresentamos o curioso caso do velociraptor gay: aquilo que os professores de história não querem falar (o que não faz sentido, afinal, são todos esquerdistas, e pegaria bem para eles forçar a homossexualidade pré-histórica para justificar o gayzismo da atualidade, sendo que gay nem é gente).

OrigensEditar

 
É dito que os velociraptors deram origem às cores da bandeira LGBT

A espécie de gênero velociraptor surgiu de uma cruza com um dinossauro gigante e um peixe modesto. Depois que o dinossauro arregaçou o peixe, o mesmo engravidou de 7 meses (velociraptors são prematuros, como já indica o nome). Foi necessária uma cesária para parir o primeiro dinossauro da espécie velociraptor, em que o peixe mãe foi cortado ao meio e não sobreviveu para amar seu filho.

Devido a esta ausência maternal, como já diria Freud, o complexo de Édipo atuou no subconsciente da primeira infância do velociraptor, que foi criado por seu pai. Seu pai lhe deu irmãos e irmãs, todos órfãos pois os peixes não tinham capacidade de parir um velociraptor e sobreviver para contar história. Historiadores afirmam que os velociraptors cresceram em um ambiente hostil, sem ausência da mãe, e o pai obrigava os filhos a acasalarem para perpetuar a espécie. Os irmãos eram forçados a estuprarem as irmãs, que engravidavam constantemente. Esta é considerada a primeira leva de velociraptors.

A segunda leva foi com os netos do dinossauro pai, cuja criação foi a mesma, e houve acasalamento forçado entre os pobres netinhos. Quando o dinossauro pai finalmente veio a falecer, os velociraptors estavam traumatizados de se relacionarem com o sexo oposto, e foi aí que se criou um desvio da conduta sexual dos velociraptors, e os machos se "acasalavam" com os machos e as fêmeas com as fêmeas.

Relevância da descobertaEditar

Ao estudarmos a história, percebemos que afirmar que os velociraptors eram gays por causa de um desvio de conduta e trauma infantil seria bastante controverso no meio acadêmico, majoritariamente de esquerda revolucionária - o que explica porque professores de história omitem tal aula em suas classes, fazendo com que a piada da introdução do artigo se contradiga agora, mas foda-se, não vou voltar para editar.

Por causa disso, os meios acadêmicos procuraram diversas maneiras de censurar tal informação. A bancada religiosa apoiou a decisão de omitir tal informação no currículo escolar, pois assim como eles já se opõem à teoria da evolução, é óbvio que eles não iam admitir o ensino de algo que eles consideram "promíscuo", por mais que seja a história nua e crua. Inclusive, os antigos romanos comiam uns aos outros nos intervalos da guerra, mas isso a Igreja não fala.

Ver tambémEditar